Dicas de saúde e bem estar



Diabetes e Hipertensão


O diabetes mellitus (DM) é o principal fator de risco para doenças cardiovasculares e também um problema de saúde pública. É caracterizado pela elevada concentração de glicose sanguínea, decorrente da falta ou incapacidade da ação da insulina (hormônio que conduz a glicose para os músculos).

A insulina, além de manter o controle glicêmico, também apresenta propriedades anti-inflamatórias. A resistência a esta substância está intimamente relacionada com a obesidade abdominal. No fígado, os ácidos graxos (AG) - qualidade de gordura com função energética - que se originam do tecido gorduroso aumentam a produção de glicose, de triglicerídeos (TG) e do colesterol ruim (LDL), associando-se à redução do colesterol bom (HDL).

No músculo, os AG reduzem a sensibilidade à insulina, inibindo a captação de glicose.

O aumento da glicose circulante e liberação de AG aumentam a secreção de insulina do pâncreas, resultando em hiperinsulinemia. A hiperinsulinemia leva à retenção de sódio e aumento da atividade nervosa simpática (estimulante), contribuindo para o desenvolvimento de hipertensão arterial (HA).

A HA é resultante da interação entre alterações biológicas e fatores ambientais.

Os fatores ambientais estão ligados diretamente ao estilo de vida, como stress social, hábitos alimentares, tabaco e inatividade física. Já as alterações biológicas incluem perda da propriedade elástica dos tecidos, endurecimento das artérias, deficiência de produção das substâncias protetoras como anti-inflamatórias e as que reduzem atividade nervosa.

Também há de se considerar fatores como descontrole da pressão arterial pelos rins, aumento das espécies reativas de oxigênio (radicais livres) - permitindo a formação de edema, que ocasiona na adesão de placas de gordura e na consequente aceleração da coagulação dentro das artérias. A partir do aumento de radicais livres e da formação de edema, inicia-se um processo inflamatório complexo.

Os eventos mencionados aumentam a resistência vascular quanto à demanda necessária de oxigênio nas extremidades dos membros e, conforme o tempo de diagnóstico e controle do DM, este quadro conduz à morte celular e necrose.

Voltar



       
Dr. Marco Antonio Antun Martins
Diretor Técnico e Clínico
CRM-SP 16797 / TEOT 3596